logo epo

Este Plano de Contingência tem como objetivo fazer face aos possíveis efeitos da epidemia e respetivas repercussões nas atividades escolares e no ambiente familiar e social de toda a comunidade educativa.

Torna-se público o Plano de Contingência da Escola Profissional de Odemira para a situação da epidemia originada pelo Coronavírus COVID-19.

A EPO está empenhada na divulgação das recomendações e informações da Direção Geral de Saúde (DGS) à comunidade educativa e, em particular, na sensibilização dos alunos para as medidas de autoproteção da sua saúde e dos comportamentos que devem evitar.

Foi também reforçado o stock de produtos de higiene e segurança e dadas indicações para aumentar a frequência de higienização e limpeza de determinados equipamentos, superfícies e espaços.

Outras medidas mais restritivas, que porventura se verifiquem necessárias, serão adotadas em articulação com as Autoridades de Saúde. 

É também muito importante que os encarregados de educação não omitam informações à escola.

 

__________________________________

INFORMAÇÃO EPO (13/03/2020) - SUSPENSÃO DAS ATIVIDADES LETIVAS A PARTIR DO DIA 16 DE MARÇO

A medida insere-se nas ações de prevenção face ao surto epidemiológico do COVID-19. A interrupção é efetuada até nova avaliação.

A Escola Profissional de Odemira vai suspender a partir da próxima segunda-feira, dia 16 de março, as atividades letivas (estágios curriculares incluídos) até nova avaliação. A decisão surge como medida preventiva face ao surto epidemiológico do COVID-19 e acompanha a opção tomada pelas restantes escolas portuguesas.

Embora continue a não haver registo de casos de infeção por COVID-19 na Escola profissional de Odemira, é fundamental contar com o contributo de todos, através de uma atitude prudente e responsável, com o objetivo de minimizar o impacto da Pandemia na saúde pública.

 

__________________________________

INFORMAÇÃO DGS - Ver documento

Às crianças, jovens e adultos que regressem de uma área com transmissão comunitária ativa do novo coronavírus, como o Norte de Itália, China, Coreia do Sul, Singapura, Japão ou Irão, a Direção-Geral da Saúde informa que à data, seguindo orientações da Organização Mundial da Saúde (OMS), não existem restrições à sua estadia no nosso país.

No entanto, aconselha-se, nos próximos 14 dias:

  • Estar atento ao aparecimento de febre, tosse ou dificuldade respiratória;
  • Medir a temperatura corporal duas vezes por dia e registar os valores;
  • Verificar se alguma das pessoas com quem convive de perto, desenvolvem sintomas (febre, tosse ou dificuldade respiratória);
  • Caso apareça algum dos sintomas referidos (no próprio ou nos seus conviventes), não se deslocar de imediato aos serviços de saúde;
  • Telefonar para o SNS24 (808 24 24 24);
  • Seguir as orientações do SNS24.

Recomenda-se também:

  • Lavar frequentemente as mãos, com água e sabão, esfregando-as bem durante pelo menos 20 segundos;
  • Reforçar a lavagem das mãos antes e após a preparação de alimentos ou as refeições, após o uso da casa de banho e sempre que as mãos estejam sujas;
  • Usar em alternativa, para higiene das mãos, uma solução à base de álcool;
  • Usar lenços de papel (de utilização única) para se assoar;
  • Deitar os lenços usados num caixote do lixo e lavar as mãos de seguida;
  • Tossir ou espirrar para o braço com o cotovelo fletido, e não para as mãos;
  • Evitar tocar nos olhos, no nariz e na boca com as mãos sujas ou contaminadas com secreções respiratórias;
  • Evitar permanecer em locais fechados e muitos frequentados nos 14 dias após o regresso;
  • Evitar contacto físico com outras pessoas durante 14 dias após o regresso.

A evolução da situação pode ser acompanhada em https://www.dgs.pt/corona-virus.aspx

Estas medidas enquadram-se na Emergência de Saúde Pública Internacional declarada pela OMS, na sequência da epidemia por um novo coronavírus. Os Países aumentaram a sua vigilância para diagnosticar rapidamente possíveis novos casos de COVID-19.

__________________________________

DGS INFORMATION

To children, young people and adults returning from an area with active community transmission of the new coronavirus, such as Northern Italy, China, South Korea, Singapore, Japan or Iran, the Directorate-General for Health reports that on this date, following guidelines World Health Organization (WHO), there are no restrictions on your stay in our country.

However, in the next 14 days, it is advised to:

  • Be aware of the appearance of fever, cough or difficulty breathing;
  • Measure body temperature twice a day and record the values;
  • Check if any of the people with whom you live closely develop symptoms (fever, cough or difficulty breathing);
  • If any of the referred symptoms appear (in the person or in his / her family), do not go immediately to the health services;
  • Call the SNS24 (800 24 24 24);
  • Follow the guidelines of the SNS24.

It is also recommended:

  • Wash your hands frequently, with soap and water, rubbing them well for at least 20 seconds;
  • Reinforce hand washing before and after preparing food or meals, after using the bathroom and whenever your hands are dirty;
  • Alternatively, use an alcohol-based solution for hand hygiene;
  • Use tissue paper (single use) to blow;
  • Throw used tissues in a waste bin and wash your hands immediately;
  • Cough or sneeze into your arm with your elbow flexed, not your hands;
  • Avoid touching the eyes, nose and mouth with hands that are dirty or contaminated with respiratory secretions;
  • Avoid staying in closed and crowded places for 14 days after returning;
  • Avoid physical contact with other people for 14 days after returning.

 

The evolution of the situation can be followed at https://www.dgs.pt/corona-virus.aspx


These measures are part of the International Public Health Emergency declared by the WHO, following the epidemic by a new coronavirus. Countries have increased their vigilance in order to quickly diagnose possible new cases of COVID-19.
Thank you for helping us to help you!