fbpx
 

Sericaia com ameixa de Elvas

sericaia - receita

Sericaia com ameixa de Elvas

Sericaia é um doce tipicamente alentejano.

Ainda hoje está por descobrir a sua origem, mas não importa se veio da Índia, se do Brasil ou se nasceu em Elvas. Nesta cidade dois dos seus conventos, Convento das Chagas de Vila Viçosa e Convento das Clarissas de Elvas, ainda reclamam a sua receita original. O facto é que foi a partir de Elvas que o sericaia ganhou fama alentejana e mesmo nacional.

Como cereja no topo do bolo, a Ameixa de Elvas por cima do Sericaia é muito apreciada pelos mais gulosos. A Ameixa de Elvas é uma ameixa Rainha Cláudia em calda cuja receita remonta ao Século XVI. Diz-se que foi na Pousada de Elvas a celebração desse “casamento”.

Esta sobremesa é hoje muito popular no concelho de Odemira e frequentemente servida nos seus restaurantes.

 

Ingredientes:

  • 1.5L leite
  • 12 ovos
  • 125g farinha
  • 250g açúcar
  • Raspas de limão q.b.
  • 1 pau de canela
  • Canela em pó q.b.
  • Ameixa de Elvas (opcional)

 

Preparação:

  • Num tacho, coloca-se o leite ao lume com o pau de canela e as raspas de limão até ferver. Reserva-se.
  • Separam-se as gemas das claras.
  • À parte, juntam-se às gemas o açúcar e a farinha.
  • Mistura-se com um pouco do leite reservado.
  • Junta-se o restante leite ao preparado e vai ao lume até levantar fervura. Reserva-se até arrefecer.
  • Batem-se as claras em castelo.
  • Envolvem-se as claras ao preparado frio e com uma colher de bico, vão-se colocando pequenas porções no prato de barro específico para o sericaia.
  • Polvilha-se com a canela em pó e vai ao forno durante 1h a 180 °C.
  • Pode ser servido com uma Ameixa de Elvas (por pessoa).

 

 

Esta receita foi elaborada pelos alunos do Curso Profissional de Cozinha e Pastelaria para a rubrica “Bom Proveito” do jornal Mercúrio. O objetivo é dar a conhecer a utilização dos produtos típicos do concelho de Odemira na confecção dos mais diversos pratos bem como divulgar as suas receitas.

 

Nenhum comentário

Publicar um comentário